Áreas de Atuação

Hiperplasia Prostática



A hiperplasia prostática ou crescimento prostático ocorre na maioria dos homens a partir dos 35-40 anos, sendo tanto mais frequente quanto maior a idade do homem. Os sintomas mais comuns desta condição são o aumento da frequência urinária, diminuição da força do jato urinário, aumento do número de vezes em que é necessário acordar à noite para urinar, sensação de esvaziamento vesical incompleto, necessidade de fazer força para urinar, necessidade urgente e inadiável de urinar e necessidade de parar e recomeçar a micção várias vezes. 

O crescimento prostático pode envolver o aumento significativo do volume da próstata ou envolver apenas a área mais central, sem determinar significativo aumento do volume prostático. A ocorrência de sintomas está relacionada à diminuição do calibre da uretra prostática.



O tratamento envolve adoção de medidas comportamentais para redução de sintomas como diminuir o volume de líquido ingerido próximo ao horário de dormir e reduzir a ingestão de xantinas (café, chás e chimarrão). Conforme o caso clínico e a intensidade dos sintomas pode ser indicado o uso de medicamentos como alfa-bloqueadores (doxazosina, tansulosina, alfuzosina), inibidores da 5-alfa-redutase (finasterida, dutasterida), anticolinérgicos (oxibutinina, solifenacina, tolterodina, darifenacina), inibidores da PDE-5 (tadalafila), agonistas dos receptores beta-3 adrenérgicos (mirabegrona) e análogos sintéticos da vasopressina (desmopressina).

Pacientes que persistem sintomáticos apesar do tratamento medicamentoso, que não toleram ou não desejam utilizar tratamento medicamentoso ou que apresentam alto risco de deterioração do trato urinário superior e inferior são candidatos ao tratamento cirúrgico. Entre as cirurgias indicadas para o tratamento da hiperplasia prostática destacam-se a prostatectomia, a ressecção endoscópica monopolar, a ressecção endoscópica bipolar e mais recentemente o uso do laser para enucleação* ou fotovaporização** do tecido prostático (*Holmium laser; **Green light).

A imagem abaixo ilustra o efeito sobre a próstata dos tratamentos endoscópicos para a hiperplasia prostática (ressecção endoscópica e laser). Fica nítida a cavitação na loja prostática decorrente do procedimento resultando em maior calibre da uretra prostática e aumento significativo do fluxo urinário após a cirurgia.